A Joaninha Feliz

 

 

Era uma vez, uma linda joaninha muito engraçadinha

Vivia em um Jardim Encantado, cheio de margaridas

O trabalho desta joaninha era cuidar das margaridas

E sempre trabalhando a nossa pequena amiguinha

 

Seguia alegre e cantando:

 

- Brincando com minhas amiguinhas!

-Vou de flor em flor sem escolher!

- Todas são tão branquinhas!

- Que é difícil me esconder!

 

A joaninha estava sempre alegre e cheia de felicidade

Vivia contente entre as brancas e cheirosas margaridas

Para todas tinha um verso, todas eram muito queridas

Tinha a margarida Dona Realidade, e a Dona Verdade

 

Um dia conversando com a margarida Dona Verdade

A joaninha perguntou se existiam outros lugares,

Outros Jardins Encantados, outros tipos de flores

A Dona Verdade, que não mente, disse a verdade:

 

- Sim, Joaninha, existem diversos jardins

- Existem diversos tipos de flores.

- Rosas, tulipas, cravos e outras.

-Todas lindas e de diversas cores.

- Cada uma tem a sua verdade

-Vivem a vida, cada uma com sua cor.

- E cada uma tem a sua realidade.

 

A joaninha ficou bastante curiosa e com vontade de viajar

Queria conhecer outros jardins, tinha muito que aprender

E pensando baixinho sobre tudo aquilo que queria conhecer

Foi depressa entre as margaridas, a Dona Realidade encontrar

 

Dona Realidade estava  espalhando sementes no chão

Vivia sempre cuidando de plantar suas pequenas filhinhas

Que iriam nascer e crescer cheias de flores bem branquinhas

E olhando para a joaninha, disse para prestar muita atenção:

 

- Sabe, joaninha, a Dona Verdade, falou a verdade.

- Existem diversos tipos de flores.

- Rosas, tulipas, cravos e outras.

- Todas lindas e de diversas cores.

- Cada uma tem a sua realidade.

- Vivem a vida, cada uma com sua cor.

- E cada uma tem a sua verdade.

 

A joaninha pensou, pensou...  e aprendeu a lição

Para viver e sentir a vida em paz na sua realidade

Precisava conhecer e saber  viver de sua verdade

Pois as duas juntas é que fazem bater o coração

 

Agora sim, poderia viajar e de outros lugares saber o valor

Pois aprendeu que nas pequenas e grandes diferenças

Existem sempre a realidade e a verdade como presenças

E são elas que mostram a cada um o que é ter amor.

 

E assim, meus amiguinhos, a joaninha compreendeu

que cada tem a sua realidade na verdade

e a sua verdade na realidade.

Podemos e devemos sempre procurar

conhecer outros lugares e modos de viver.

Mas, sempre respeitando a realidade e a verdade de cada um.

E tendo a certeza de nossa verdade,

a nossa realidade será sempre um jardim de flores.

 

Ramoore 

 

Voltar

 

CANTINHO DA RITINHA